nov 13, 2018

Mais dois mil condutores já aderiram a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e), lançada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Amazonas (Detran-AM) em fevereiro deste ano. A nova CNH substitui a apresentação da física. A disponibilização do documento em todas as cidades brasileiras foi uma recomendação do Ministério das Cidades, junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com dados enviados pelo Detran, até o final de julho 2.632 condutores solicitaram a CNH Digital. Em todo o país, mais de 251,7 mil motoristas já aderiram a novidade, de acordo com o Denatran.

Podem fazer uso do documento digital, todos os motoristas que possuem na carteira física o QR Code no verso. O código começou a ser emitido a partir de maio de 2017.

Mas, quem ainda não possui o código impresso no verso de sua CNH de papel pode esperar pela data de renovação da CNH. Ou ainda solicitar uma segunda via, mediante ao pagamento de uma taxa.

Para o diretor-presidente do Detran-AM, Vinícius Diniz, a mudança reduz a burocracia de emissão e tramitação de papeis, facilitando a vida dos condutores.

“A autenticidade da CNH-e poderá ser comprovada pela assinatura com certificado digital e consultada com a leitura do QRCode, pelos agentes de trânsito por meio de um aplicativo de celular. Evitando assim falsificações”, disse Vinícius Diniz.

Ele lembrou ainda que o documento digital tem validade jurídica, uma vez que possui padrões técnicos que suportam um sistema criptográfico, assegurando a validade do documento. Além de ter o documento sempre presente no celular, evitando constrangimentos caso esqueça o documento físico em casa.

“Assim o condutor também escapa dos pontos na carteira, que poderia ganhar ao esquecer a sua em casa”, apontou o diretor-presidente do Detran-AM, Vinícius Diniz.

6 respostas para suas principais dúvidas sobre a nova CNH digital

Como fazer o registro da carteira digital?
Para fazer o registro da nova CNH é preciso acessar o Portal de Serviços do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e cadastrar o aparelho em que o aplicativo da CNH-e será utilizado.

Com o aplicativo no celular, o condutor tem em mãos como baixar o documento no celular que permite o acesso a foto e QR Code da carteira de motorista.

De acordo com o Denatran, o aplicativo ainda permite que a CNH seja compartilhada por e-mail e WhatsApp, uma vez que mesmo vencida, vale como documento de identificação.

Multa
De acordo com o Denatran, a legislação de trânsito exige que os condutores portem a carteira de motorista – analógica ou digital – sempre que estiverem dirigindo.

Quem for pego ao volante sem carteira, comete falta leve e conquista três pontos na carteira. Além de pagar multa, de R$ 88,38, e ter o veículo retido até que se apresente a CNH.

Fonte:G1.

Tags:

0 Comentários

Deixe um Comentário