set 27, 2021

O setor de Certificação Digital no Brasil apresentava expectativas de crescimento até a chegada do Covid-19. Os números referentes ao mês de Abril de 2020 demonstram uma queda de – 15,3% em relação ao mesmo período em 2019.

A queda pode ser ainda mais acentuada se compararmos a expansão que o setor registrava: em Abril de 2019 a Certificação Digital apresentou um crescimento de 38,3% em comparação a Abril 2018.

Desde o mês Fevereiro de 2020, o setor já vinha apresentando crescimento tímido e bem abaixo do que vinha ocorrendo em 2019.
Apesar da queda nas emissões neste momento de pandemia, o credenciamento de empresas oficiais pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para atuar no setor aumentou em mais de 200% neste mesmo período de 2018 a 2020.

Frente às urgências que a pandemia impôs à sociedade, como o distanciamento social, o Governo buscando mitigar os impactos econômicos no setor e fomentar uma maior adesão ao uso do certificado digital, apresentou algumas opções – que abriram mão do robusto procedimento de segurança relativo à validação presencial – como a renovação online e por videoconferência.
Os desafios para a manutenção da Saúde, Segurança e Sustentabilidade da Infraestrutura de Certificação Digital do Brasil, neste cenário de Pandemia, têm se mostrado bastante desafiadores. Apesar de se anunciar por grande parte da mídia que o mundo “pós-pandemia” tende a fomentar o incremento da Certificação Digital, como um instrumento chave para as transações e relações eletrônicas, que devem se tornar cada dia mais numerosas e importantes, precisam de meios seguros para a proteção dos cidadãos, empresas e das aplicações de serviços que se utilizem da Infraestrutura.

É urgente pensarmos e construirmos possibilidades de atuação cada vez mais seguras e viáveis para que o mundo “pós-pandemia” possa contar 100% com a certificação digital no Brasil.
Os números se encontram disponíveis no site www.iti.gov.br.

0 Comentários

Deixe um Comentário