jul 5, 2022

A Receita Federal informou que publicará uma portaria autorizando o desenvolvimento de APIs (Interface de Programação de Aplicação) para integração entre os sistemas da RFB, como e-CAC (Centro de Atendimento Virtual), PGDAS-D (Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório) e o SIMEI (Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais dos Tributos Abrangidos pelo Simples Nacional), com plataformas externas.

A medida atenderá um pleito antigo da Fenacon, do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e do Ibracon. Com isso, o tráfego de dados será amenizado, solucionando os problemas de volumetria e segurança. Isso porque as organizações contábeis e contribuintes enfrentam constantes instabilidades e morosidades nos sistemas.

Um caso recente foi a lentidão para baixar o programa da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2022 e dificuldades no acesso ao eCAC. No primeiro dia do IRPF 2022, houve instabilidade para acesso ao programa no site da Receita Federal e como resultado o volume de envios representou cerca de 20% dos envios no primeiro dia do IRPF em 2020 e 2021.

* Com informações da Fenacon

Fonte: Convergência Digital

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe um Comentário

Informações

Redes Sociais